Em show inédito, programado para 8 e 9 de novembro na cidade de São Paulo (SP), Teresa Cristina dá voz ao samba social do compositor carioca José Flores de Jesus (16 de setembro de 1921 – 14 de novembro de 1999), o Zé Kétti, somente com o toque do violão de Carlinhos Sete Cordas.
A cantora carioca arrumou brecha na agenda da turnê nacional do show em que revive o repertório de Noel Rosa (1910 – 1937) – também na companhia do violonista – para celebrar o samba e as opiniões do compositor de A voz do morro (Zé Kétti, 1955), Acender as velas (Zé Kétti, 1964), Diz que fui por aí (Zé Kétti e Hortênsio Rocha, 1964), Leviana (Zé Kétti, 1954), Malvadeza Durão (Zé Kétti, 1959), Máscara negra (Zé Kétti e Pereira Matos, 1967), Mascarada (Zé Kétti e Elton Medeiros, 1964) e Opinião (Zé Kétti, 1964), entre outros sucessos.
O show em que Teresa canta Zé Kétti com Carlinhos Sete Cordas faz parte do projeto Samba imenso, do Sesc de São Paulo. As duas apresentações acontecerão no teatro do Sesc Pompeia.
“Qualquer cantor de samba se emociona com as músicas de Zé Kétti. Elas são melódicas e sentimentais, mas trazem contestações sociais, que têm a ver com o Brasil atual”, argumenta Teresa Cristina, justificando a escolha de Zé Kétti para ser o homenageado no próximo show do projeto Samba imenso.

Editoria de Arte / G1

https://g1.globo.com/pop-arte/